Quem é a obstetra Andrea Carreiro?

Nascida em Osasco (SP), Andrea se formou em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP (2004), onde também realizou sua residência médica na área de Obstetrícia e Ginecologia, atraída pelo sonho de atuar em trabalhos de parto.

O sonho surgiu ainda no seu segundo ano da faculdade, durante um plantão na Santa Casa de Valinhos, onde Andrea teve a chance de acompanhar um trabalho de parto pela primeira vez. De tão intensa, profunda e tocante, a experiência semeou o desejo de fazer daquela vivência uma verdadeira missão de vida.

Ao longo deste período teve a oportunidade de trabalhar em diversos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS), primeiro na região de Campinas (SP) e posteriormente em São Paulo (SP).

Mas durante a faculdade e a residência percebeu que havia uma importante falta em seus aprendizados: nenhuma de suas aulas se preocupava em abordar os aspectos da sexualidade humana. E quando buscava orientação de seus docentes sobre o assunto, encontrava respostas evasivas e insuficientes. Era preciso mudar essa realidade.

Inconformada com a dificuldade de acolher e responder as dúvidas das mulheres durante as consultas, buscou especializar-se em Sexualidade Humana pelo Instituto ProSex da Universidade de São Paulo (USP), coordenado por Carmita Abdo, referência em sexualidade humana no Brasil, e realizou o seu mestrado em Sexualidade e Anticoncepção, novamente pela UNICAMP.

Os anos se passaram e a sensação de ter se encontrado na Obstetrícia e Ginecologia virou uma convicção. Até que novos caminhos de desenvolvimento profissional foram sendo sonhados e construídos, em especial a partir de seu casamento com o Renato e o nascimento de suas duas primeiras filhas, Mariana e Melissa.

Andrea, sempre em busca de sua evolução pessoal, adotou hábitos mais saudáveis, apaixonou-se pela yoga, intensificou as escapadas para a natureza, tornou-se vegetariana e passou a se envolver com o universo da humanização.

Foi nessa jornada que descobriu, além de uma missão, um propósito: empoderar mulheres para que tenham autonomia e liberdade sobre a própria vida. Propósito este que incluía todas as mulheres que cruzavam o seu caminho, mas também a si mesma enquanto mãe, esposa, médica e gestante aos 40 anos de idade, e a suas três filhas. Ensinando-as quanto ao autorespeito, autoamor, autoestima e potência de ser mulher.

Além de sua atuação como Ginecologista e Obstetra, Andrea também facilita a educação de outras profissionais de saúde que atuam no cuidado à mulheres, para que se sintam capacitadas em abordar a sexualidade e o prazer feminino de uma forma positiva e potente dentro de seus consultórios. Sem medos e sem tabus.

Integrar a equipe da Casa Moara é parte do caminho de assistência que deseja multiplicar: respeito às individualidades, abordagem humanizada, medicina baseada em evidências e incentivo à descoberta pessoal do prazer na individualidade e nas relações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.